segunda-feira, 22 de março de 2010

SÂO FAUSTINO (2) - (2) VALINHA

ARBITRAGEM VERGONHOSA E ERROS PRIMÁRIOS DITAM EMPATE COMPROMETEDOR
SÃO FAUSTINO


2:2


G.D.VALINHA



A Valinha deslocou-se no passado sábado a S. Faustino para defrontar a equipa local, num jogo a contar para a 18ª. Jornada do campeonato da AFPG.

Já se previam muitas dificuldades, pois a equipa local encontrava-se aflita na tabela classificativa, e é demais conhecida a garra que esta equipa põe em campo, especialmente na condição de visitada.

Mas este jogo resume-se apenas a três factores que “ mancharam “ o jogo: A verdadeira tromba de água que se abateu sobre S. Faustino minutos antes do inicio da partida, que deixou o terreno de jogo quase impraticável, uma arbitragem absolutamente vergonhosa que prejudicou a Valinha, muito embora também tenham havido erros ( Alguns deles até deram para rir… ) que prejudicaram a equipa de S. Faustino e por fim os erros defensivos que a Valinha cometeu, alguns deles verdadeiramente primários que permitiram que a equipa local vira-se o resultado a seu favor em apenas três minutos.

A Valinha abriu o activo por Rui Cunha, na sequência de um lançamento lateral logo aos 7 minutos de jogo. Depois disto, apenas aconteceu uma bola nos ferros por Bernardes, um golo “ limpinho “ anulado a Rui Monteiro, dois foras de jogo mal tirados que deixavam os nossos jogadores absolutamente isolados na cara do guarda redes local e um penalty… ( Meus Deus, como é possível alguém não marcar um penalty daqueles… ). Isto só na primeira parte !!!!!!!!!

Custa-nos estar a relatar estas situações, mas apenas vamos citar duas para vossa apreciação sobre o trabalho da equipa de arbitragem: O Sr. juiz decide interromper o jogo para se dirigir ao banco da nossa equipa para proibir um elemento que estava a fumar um cigarro encostado ao banco de suplentes, minutos depois adverte com um cartão amarelo um defesa da equipa da casa por marcar um lançamento de linha lateral 1 metro à frente do sítio de onde a bola saiu… ENFIM…

No segundo tempo, a equipa de S. Faustino virou o jogo em cinco minutos, e pôs a nossa equipa em busca doutro resultado. Ainda conseguimos empatar e até dar a volta ao jogo, mas mais uma vez o Sr. árbitro principal viu uma falta que só ele descortinou… ( Disse que foi falta sobre o guarda redes, o problema é que este não estava lá, estava no poste contrário… )

Para terminar, uma nota final e pessoal: Continuem a brincar ao “ jogo das arbitragens manhosas “, que um dia destes vão querer jogadores e dirigentes para os clubes e não os vão ter. E só aí é que se vai perceber que os únicos agentes neste futebol que são pagos são os que mais brincam com o esforço e a dedicação de quem trabalha gratuitamente durante meses a fio. Dói-me ver no fim de um jogo, homens a chorar porque alguém brincou com o esforço e o trabalho deles. E tinha gente a chorar, no terreno de jogo e no balneário…

Mas que interessa ? A caravana passa e toda a gente assobia para o lado…


G.D.V.: 1 - Magno, 3-Claudio, 5-Eliseu, 6-Rui Monteiro [Cap] , 10-Rui Cunha, 17-Zé Manel, 19-Vieira, 25-Vitinha, 41-Paulo Barroso, 52-Bernardes, 78-Guerra ( 7-João 80 ) .

Suplentes não utilizados:


27-P. Pranxa, 21- Manuel Costa, 77-Nandinho, 99-Peixe.

Disciplina: Duplo amarelo: Paulo Barroso

Golos:
1:0=Rui Cunha
2-2=Eliseu

Sem comentários:

Enviar um comentário