quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

VALINHA (4) - (0) SÂO CLEMENTE

 MALDIÇÃO QUEBRADA
 
G.D.VALINHA

 4:0

SÃO CLEMENTE




Realizou-se neste sábado o último jogo da Valinha, para a Taça Federação encontro que punha frente a frente duas equipas que já não tinham qualquer objectivos na prova.
O Treinador Manuel Mendes, apostou em rodar jogadores menos utilizados para lhes dar alguma força e alento para o restante campeonato da Valinha e uma chance de provarem o seu real valor. Poderia ter sido uma decisão mal sucedida, mas tal não se veio a revelar pois os jogadores entrarão em campo com um crer e uma força de vontade acima da média, uma entre ajuda que já a muito não se via. Levaram a letra cada palavra proferida pelo treinador.
O jogo iniciou-se, muito combativo a meio campo com as duas equipas a estudarem-se mutuamente, pois é um dos factos de nestas provas as equipas iniciam os jogos sem saberem o que vão enfrentar.
Mas depressa se viu o rumo do jogo com investidas rápidas da Valinha tanto a atacar como a defender, com dois verdadeiros guerreiros no meio campo Guerra e Paulo Barroso a recuperarem bolas e a não darem espaço aos jogadores do S. Clemente e com Cristiano a assumir as prestações do jogo como maestro da equipa, servindo o ataque, pleno de juventude neste jogo com os jovens Manel e Nandinho nas laterais e Novais a ponta de lança, a não desistiram de uma bola, e aos 26 minutos de jogo Novais coloca a Valinha em vantagem, num bom centro de Hugo da esquerda e Novais a rematar violentamente, o guarda redes do São Clemente ainda tenta desviar a trajectória da bola para fora, mas incapaz perante o remate do nº 16 da nossa equipa. Mas a Valinha não se recostou no sofá e continuou a pressionar o seu adversário, 11 minutos depois na ressaca de um livre que se pensava ser jogada perdida Guerra coloca a bola em Cristiano que remata e não desperdiça e aumenta a vantagem da Valinha para 2:0. Ao intervalo o treinador da Valinha revelou o seu contentamento com a equipa, e orgulho em treinar um plantel que estava a dar provas de que qualquer jogador tem capacidade para estar no onze, apenas revelou um apelo que não adormecessem.
Os jogadores assim o fizerem entrando em campo arregaçando as mangas e continuando a trabalhar em campo com o mesmo espírito combativo da 1ª parte, e aos 58 minutos da 2ª parte Novais faz o 3:0. O jogo continuava com um ritmo elevado com a Valinha a criar oportunidades por Nandinho que envia um remate a figura do guarda-redes e outro num remate junto ao poste que sai a escassos centímetros do poste da baliza do São Clemente, e minutos passados nova oportunidade desta feita por Manel que numa jogada da esquerda rompe para o centro e remata contra o defesa da equipa adversária. Espreitava-se novo golo, e aos 86 minutos de jogo, numa grande jogada de Novais que coloca a bola entre os defesas, isolando Manel que de pé esquerdo coloca a bola por baixo do guarda-redes da equipa de Fafe, mérito no bom entendimento destes dois na jogada. Termina o jogo com a Valinha a quebrar a maldição da Taça Federação, mas o positivo deste jogo foi a confirmação de um plantel equilibrado e competitivo que a Valinha tem.
Quanto ao trio de arbitragem nada a apontar competentes e sério(a)s.



G.D.V.: 12-Magno (1-Nuno),19-Vieira, 2-Hugo[cap](17-Zé Manel),3-Claúdio, 25-Vitinha (27-Pranxa), 41-Paulo Barroso, 78-Guerra (8-Sérgio), 21-Manel, 24- Cristiano, 77-Nandinho(11-Peixe), 16-Novais.

Treinador : Manuel Mendes
Golos:
(26 Min.)1:0= Novais
(37 Min.)2:0= Cristiano
(58 Min) 3:0= Novais
(86 Min)4:0= Manel



Suplentes não utilizados:

6- Rui Monteiro, 5-Eliseu.

Sem comentários:

Enviar um comentário